fbpx

Como ter criatividade: 10 coisas que me ajudam e que você pode fazer hoje mesmo

Se você perguntar para qualquer pessoa “como ter criatividade”, a resposta será a mesma: estudando sobre o assunto. Concordo. Na verdade, em partes. Aprender os conceitos teóricos do que é criar é importante, mas para ser criativo de verdade é preciso viver e praticar a criatividade todos os dias. É por isso que sou contra vender fórmulas prontas. 🙄

Um músico deve compor, um artista deve pintar, um poeta deve escrever, caso pretendam deixar seu coração em paz. Abraham Maslow já tinha deixado a dica, e eu acrescento: o ser humano precisa criar. Somos seres nascidos para ser criativo. Quando não estimulamos esse potencial, os reflexos são enormes: a vida fica paralisada, você vive insatisfeitos e as coisas – em diferentes áreas da vida – parecem não fluir. Bato na tecla de que todo mundo deve saber como ter criatividade, porque uma vida criativa é melhor de se viver. 

Você pratica sua criatividade todos os dias e nem se dá conta! 

Eu sou super a favor de estudar criatividade. Reservo pelo menos 1 hora por dia, todos os dias, seis vezes por semana, para fazer isso. Só que exatamente por compreender como ela funciona é que quero compartilhar com você essas outras coisas que faço para ter mais ideias e que colaboram tanto quanto o estudo teórico. 

Pronto para anotar? Então, lá vai! 

Como ter criatividade na sua vida 

  1. Ler bastante: jornal, revista, livros…caiu na minha mão, eu estou lendo. Sinto que quando leio fora da internet, aproveito o momento para relaxar e consigo me concentrar melhor. Talvez funcione para você também.
  2. Ter uma rotina de criação: a partir do momento que tenho uma ideia, sento e planejo tudo o que preciso fazer para criá-la como pensei. Por exemplo, estou escrevendo um livro, então trabalho nele todos os dias e persigo a meta de palavras diárias que coloquei. Quando fujo da programação, me sinto travadíssima! 
  3. Falar sobre seus projetos para outras pessoas: isso pode assustar, mas o resultado é ótimo. Perceber que as pessoas acreditam em você, inclusive, até mais do que você mesmo, pode ser uma grande motivação para continuar. 
  4. Criar conteúdo: é claro que criei o Biig Bag para construir uma audiência e uma comunidade. Eu quero me conectar e inspirar outros criativos. Só que com o trabalho da criação de conteúdo eu aprendo DEMAIS. Ou seja, essa é uma forma de você mergulhar ainda mais nos assuntos que te interessam. Não precisa ter um perfil só para isso, basta compartilhar mais nas suas redes sociais. 
  5. Praticar exercícios físicos: a criatividade está muito ligada a saúde do corpo, que está conectada com a emocional. Além da atividade física fazer bem para o cérebro, ela te deixa mais disposto e de bem com a vida – coisas que inspiram boas ideias. 
  6. Identificar os momentos onde minhas ideias mais aparecem: você precisa perceber quando os insights surgem para conseguir agarrá-los. Depois que percebi que andar de moto me faz ter ideias para minha marca, comecei a reparar em tudo o que passa pela minha cabeça quando estou pilotando. 
  7. Encontre o que faz seu coração vibrar: sem prazer, sem criatividade. Sou extremista e acredito que você precisa ter pelo menos uma tarefa que te deixa empolgado na sua rotina. Isso estimula seus pensamentos. A minha é escrever, então escrevo mesmo que ninguém leia. E a sua?
  8. Pense em algo que um amigo faz e você sente aquela vontade, bem lá no fundo, de tentar. Tente. Todo mundo tem aquele amigo que a gente olha e pensa “meu deus o fulano é doido, vai mesmo fazer tal coisa”. Admiramos a coragem do outro e precisamos trazer isso para nossa vida. É uma “cópia” do bem. 
  9. Converse mais com as pessoas: ser antissocial só é legal (e nem é!) na internet. Na vida real, se você não se abre para diálogos, perde muitas chances de aprender ou fazer possíveis negócios. Todo mundo tem algo para te ensinar. 
  10. Olhe as coisas ao seu redor como se estivesse fotografando: Existem coisas extraordinárias dentro do ordinário. Ser criativo é perceber quando boas ideias, ferramentas, coisas engraçadas, tristes ou problemas que merecem atenção estão passeando pelo cotidiano, esperando por um resgate. 

*Essas coisas não te livrarão do bloqueio criativo, mas reduzirão as chances dele aparecer. 

Me permite dar mais uma dica de coração? Não fique preocupado com “quando vou ter mais criatividade“. Mantenha o foco em cada dia, um após o outro.

Viva cada experiência, porque a criatividade não é lógica, como um problema de matemáticas que você pega e resolve. É mais como plantar uma árvore, em que você prepara o solo, deposita a semente e cuida todos os dias, por muitos anos, enquanto admira o crescimento. 

Buscar como ter mais criatividade é só o caminho de uma estrada de muitos aprendizados e descobertas. Se permita viver um estilo de vida criativo e desfrute dos benefícios que isso traz na sua vida pessoal, profissional e no contexto emocional. 

Viva a criatividade que você quer ter!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *