fbpx

A importância da percepção na criação de conteúdo criativo

Uma das dúvidas mais populares quando falo de criatividade é “como ter mais inspiração?”. Que atire a primeira pedra, ou melhor, o primeiro papel amassado no lixo, quem ficou horas trabalhando na criação de conteúdo criativo, mas não chegou a um resultado agradável. A sensação de que estamos fazendo mais do mesmo é horrível. Arrisco dizer que é uma das sombras do meu trabalho na internet. A boa notícia é que descobri que ela pode ser reduzida (evitada, jamais!) quando estimulamos a percepção e ativamos o modo artista. 

Nós criamos de acordo com o que observamos. Pintura em óleo, roteiro para cinema, planos de negócios ou conteúdo para a internet, seja qual for o seu trabalho, ele nasce a partir da criatividade. Existe uma confusão ao falar sobre atividades criativas, porque as pessoas confundem com as artísticas, mas elas não devem ser resumidas a isso.

Assim como as atividades artísticas, tudo o que é feito, em qualquer ambiente, é desenvolvido a partir de uma observação que gera inspiração e se transforma em uma ideia que tomará forma. 

A vida muda quando entendemos que é a criatividade que nos permite fazer as coisas do de um jeito único.  A capacidade de criar envolve diferentes fatores como técnicas criativas, estilo de vida, motivação, mas hoje quero te convidar a olhar para um ponto que considero fundamental: a observação. Eu sei, quase ninguém reforça isso quando fala de criação de conteúdo. As pessoas insistem em fórmulas, técnicas e templates prontos, mas o que vai diferenciar seus materiais é a sua capacidade de olhar ao redor.  

A criação de conteúdo criativo de qualidade está diretamente ligada a sua forma de olhar para o contexto

Tenho mania de conectar tudo o que vejo com a vida criativa. Nunca vou me esquecer dessa história que recebi em uma Newsletter do Seth Godin, um cara que fala coisas sobre marketing e que eu curto demais; 

“Sete tigelas podem ocupar um armário inteiro.

Mas se o designer inclinar as laterais de cada tigela, elas se empilham. A quantidade de espaço necessária para armazená-los diminui em 80%.

A parte difícil não é descobrir como empilhá-los. É perceber que empilhar é uma opção.”

A parte mais difícil da criação de conteúdo não é escrever ou fazer o design, é saber o que expressar em cada material.  

Cada etapa do trabalho tem sua importância, mas é o que você está olhando no comportamento da audiência ou as informações que você e só você consegue observar na marca que transformam sua criação de conteúdo criativo em algo diferenciado. Caminhar pelas ruas da Internet hoje é como andar em uma feira livre, com inúmeras barracas parecidas vendendo a mesma coisa. Se você não souber vender seu peixe com criatividade, o cliente vai na banca ao lado. 

Na hora de criar um conteúdo, seja sobre automóveis ou discos voadores, lembre-se de que é o seu jeito de pensar no assunto que vai tornar aquilo único. Tem tanta gente perdendo tempo seguindo a visão comum por achar que ela funciona melhor! Só que não adianta, ninguém olha para a mesma coisa da mesma forma. Eu posso falar de nave espacial contando que morro de medo de olhar para o céu e ver uma, já você pode falar que sonha em ser abduzido.

Entendeu como funciona o lance da criatividade? 

O que quero despertar em você é essa vontade de olhar com seus próprios olhos ao longo do processo da criação de conteúdo – que, às vezes, se torna tão mecânico. Você não precisa das ferramentas mais modernas ou das técnicas mais refinadas, vale mais ter a percepção apurada para entender qual é a informação que precisa ser compartilhada e como seus talentos servirão para isso.

Observar é uma arte essencial para criar 

O ato de criar é mais complexo do que reproduzir: é colocar algo do único e irrepetível que cada um de nós é. Sem a sensibilidade de enxergar isso não acontece. A observação em psicologia tem por objetivo capturar o que não é visível a olho nu, ou seja, o que determina, orienta e o que poderia explicar os comportamentos. Não se pode ficar limitado àquilo que foi visto e à sua descrição. Penso que na vida criativa o processo é parecido.

A partir do olhar criativo, uma mesma coisa pode ser percebida de diferentes maneiras. Seu repertório e sua sensibilidade é que vão dizer tudo o que aquilo pode significar. Isso é incrível. Desde que comecei a falar sobre criatividade, tenho o sonho de levar esse conhecimento para os quatro cantos do mundo. Sabe por quê? Porque observar é algo que todos nós podemos fazer, assim como criar e espalhar nossa percepção de mundo para fortalecer movimentos e até ganhar dinheiro, se for esse o objetivo. 

Como está sua percepção hoje? Você está atento aos detalhes do seu contexto? 

Deixo aqui um exercício que costuma me ajudar muito quando sinto que preciso me reaproximar da minha capacidade de olhar:  

  • Diário do criativo

Você vai observar algo que te chamou a atenção ao longo do dia e a tarefa é descrever o momento. 

Faça isso todos os dias por 21 dias e você perceberá como temos dificuldade de olhar de maneira criativa para o cotidiano. Não é um exercício difícil, mas é desafiador. 

*Vale observar e anotar na hora ou a noite 

Depois do período, é interessante que você perceba o que mais se repete, ou seja, as coisas que mais aguçam sua percepção. 

O que chama sua atenção no dia a dia reflete na sua criação 

Não reprima as coisas que você observa 

A criação de conteúdo criativo para a internet é o caminho para atingir bons resultados em diferentes aspectos. Meu conselho final para quem deseja se sair bem na atividade é o que eu levo como meta de vida: gaste tempo observando as coisas banais da vida. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *