fbpx

Processo Criativo para a Produção de Conteúdo na Internet: o que você precisa saber para começar a criar melhor

Você fica perdido na hora de criar conteúdo? Esse sentimento trava suas ideias? Não precisa ficar chateado, isso é mais comum do que você imagina. Questões ligadas à dificuldade com a produção de conteúdo adoram marcar presença na vida de quem tem milhões de boas ideias para compartilhar. E, então, o que fazer? Aprender a lidar com o processo! 

Como conceito, a produção de conteúdo é o fato de oferecer materiais que sejam úteis e interessantes para um determinado público. Aplicado ao marketing digital, o trabalho tem como objetivo atrair mais consumidores em potencial para o negócio e posicionar a marca como autoridade no segmento em que atua. As criações podem variar em formatos e plataformas, mas sempre precisarão de uma coisa para existir: a criatividade.

É aí que entramos em um tópico importante. A produção de conteúdo precisa ser levada pela criatividade, porque ela torna tudo mais leve. Se eu puder já deixar um conselho para você que precisa dominar o assunto, me permita dizer:

Preocupe-se com a criatividade ao longo do seu trabalho de produção de conteúdo. SEMPRE!

Simplesmente porque quando falta criatividade, o processo é mais difícil. Se as ideias não estão afiadas e a inspiração está zerada, você tem a sensação de estar perdido. Opa, lembrou das perguntas do começo do artigo? Pois é! Você deve manter o potencial criativo aflorado sempre que possível. Isso envolve viver experiências fora da internet, ter hobbies, conversar com pessoas, seguir sua intuição e cuidar da saúde física e mental. 

Depois de se comprometer com a criatividade, busque entender como ela se manifesta ao longo do seu processo de produção de conteúdo. Você pode fazer isso observando o ritmo das ideias, entendendo onde estão as dificuldades na sua rotina de criação e compreendendo o ritmo em que trabalha.

Por exemplo: o que trava mais seu cérebro, planejar os assuntos de acordo com seus objetivos ou escrever cada material? 

Organizar sua rotina, ser sincero quanto ao tempo que você precisa para cada etapa (tudo bem se for 1 hora ou 5 horas) e buscar formas de otimizar cada processo também é fundamental para começar a criar conteúdos criativos para a internet. Vejo algumas pessoas sofrendo para produzir coisas legais porque estão preocupadas demais em acompanhar o fluxo de outras pessoas. Isso nunca dá certo.

O processo criativo é feito de etapas. Aqui vão algumas ideias para te ajudar com a produção de conteúdo em cada uma delas!

Preparação: essa é a hora que você vai planejar os temas. Antes de escolher cada tópico e formato, pense em seus objetivos. Nem sempre a produção de conteúdo está ligada ao marketing, você pode criar para se divertir, tudo bem também. Apenas tenha claro qual caminho os assuntos devem seguir e dedique o tempo ideal para o planejamento. Essa etapa é fundamental para os bons resultados, dê a atenção que ela merece.

Incubação: Com as pautas organizadas, é hora de buscar inspiração. Descubra o que outros criativos estão falando sobre o assunto, pesquise os formatos que estão em alta e estude o processo criativo de pessoas que você admira. Faça o possível para pegar referências fora da internet, como em filmes ou livros, porque isso torna a experiência mais profunda. Busque referências pelo tempo que tempo for preciso, sem sair da sua programação, é claro.

Iluminação: Depois de planejar os assuntos e buscar informações, é provável que sua cabeça esteja fervendo de ideias. Deposite todas elas no Word ou no caderno. Eu gosto do computador, porque consigo escrever na velocidade do pensamento, assim não deixo nenhuma ideia escapar. Transferir as informações que seu cérebro processa por meio da escrita livre é essencial para tornar o trabalho criativo. Não é hora de revisar, o momento é de desenvolvimento. Lembre-se: escreva o que quiser e tudo o que imaginar. Ninguém está olhando. 

Verificação: A última etapa é a mais racional. Você irá revisar os conteúdos. Eu prefiro me organizar para checar os materiais pelo menos um dia depois de escrevê-los, assim consigo pegar os erros de grafia. Além disso, deixar a mente esfriar faz com que você leia o conteúdo com um olhar mais afiado. Será fácil identificar pontos de melhorias, avaliar a fluidez do texto e garantir que nenhum tópico ficou de fora.

Falando assim parece muita coisa, mas na prática não é, juro! O maior desafio é encontrar o planejamento que favoreça a constância. Não adianta se programar para fazer algo que é impossível de ser feito com seu tempo e recurso. O ideal é entender o que cabe na sua rotina e se comprometer a cumprir cada etapa do processo criativo da melhor forma possível. 

A produção de conteúdo criativo não deve ser pensado para cumprir tabela, mas sim para gerar aprendizado e prazer em criar 

Eu acredito muito que qualquer pessoa pode começar a criar conteúdo. Essa é a coisa mais importante que todo mundo precisa saber: todos podem criar, porque todos são criativos. Se você ainda não se sente capaz, sugiro que volte uma casa e encontre sua criatividade – ela está dormindo em algum cantinho do seu cérebro, é só acordar. Agora, já com as ideias afloradas, quero que avance duas casas no jogo da produção de conteúdo e encontre o seu objetivo do coração. Ou seja, o que faz seus olhos brilharem e acende as luzes da inspiração na sua cabeça.

Muita gente ensina a criar conteúdo, mas quase ninguém te ajuda a lembrar do porquê de criar. Na real, vou falar o que penso: poucas pessoas ensinam a criar conteúdo sincero, que vem de dentro. É por isso que os bloqueios são cada vez mais comuns. Criar seguindo suas próprias ideias está muito ligado à criatividade. Quando fazemos algo porque sentimos que aquilo é importante, os pensamentos fluem. A produção de conteúdo criativo é um exercício de reparar, perceber, ouvir e conectar tudo isso ao seu conhecimento. 

É possível que agora você esteja se perguntando: como vou seguir meu coração se preciso criar para atingir objetivos de marketing?

As duas coisas podem e devem andar juntas. Aliás, a criatividade aplicada é o que torna o trabalho mais prazeroso. Pare de seguir fórmulas prontas e escute sua inspiração. Estude os formatos mais interessantes, mas vá no que te deixa mais animado para fazer. Não se prenda a acompanhar só o que os concorrentes estão fazendo, aborde os assuntos de acordo com sua perspectiva. Você tem que fazer um conteúdo sobre um assunto técnico? Como você pode ser criativo para tornar o desenvolvimento e a mensagem mais leves? Isso é criar com autenticidade, assertividade e felicidade!  

Dicas importantes para explorar a criatividade na hora de produzir

  • Atenção ao planejamento e a consistência: como pessoa criativa que sabe que é muito fácil viajar por horas em uma ideia e não chegar a lugar nenhum, eu reforço o tópico do planejamento. Coloque datas para começar, para terminar e se comprometa a seguir. Produção de conteúdo criativo exige responsabilidade, por mais que seja um trabalho delicioso de se fazer. 
  • Conheça o seu processo criativo: busque muitas dicas, mas encontre o que funciona para você. Alguns criadores preferem ter um mês de antecedência para trabalhar, outros preferem um prazo mais curto. Respeite suas dificuldades, faça o possível para melhorar, mas não crie no ritmo do outro. 
  • Sempre estude muito sobre o seu assunto: quanto mais você sabe, melhor você expõe o assunto. Dominar cada detalhe do tema que será abordado é uma forma de ter segurança para fugir dos padrões e se diferenciar. Quer evitar conteúdos superficiais? Não fique no raso. 
  • Entenda os formatos, mas se permita incrementar cada um deles: as redes sociais te dão milhões de opções. Você pode gravar vídeos, fazer posts estáticos, podcasts de entrevistas, artigos mais compridos…a minha recomendação criativa é que você entenda as características e vantagens de cada um para identificar os mais interessantes dentro da sua estratégia de trabalho. A partir da escolha, explore sua imaginação e faça o mais diferente que puder ali dentro. Será que os reels precisam ser SEMPRE de dancinhas? #Reflita 

Acredito de coração que a produção de conteúdo não precisa ter o peso que a internet tem colocado nela. O momento de criação serve para aprender, estudar e buscar coisas que nos parecem interessantes. Isso não deveria ser divertido? Quando você se volta para sua criatividade e compreende como funciona o seu processo criativo, as coisas fluem melhor. 

Vou deixar aqui o conselho que eu gostaria que tivessem me dado quando comecei a produzir conteúdo, há mais de cinco anos: 

Não precisa olhar TANTO para o que o mercado está fazendo, é melhor se divertir mais em cada material que criar. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *