Quem precisa da criatividade?

A criatividade é uma habilidade que deve ser explorada e aplicada independente da área. Sempre que falo sobre esse assunto na internet, me sinto na obrigação de reforçar isso, porque o que mais vejo são pessoas dizendo que ter boas ideias é importante para artistas ou produtores de conteúdo. Como fica o resto da galera? 

Comentam por aí que ser criativo é obrigação de quem está no caminho das artes. E aí, te pergunto mais uma vez: como seria o mundo se mais ninguém pensasse de forma criativa?

Muitas questões, eu sei. 

Segundo o relatório do Fórum Econômico Mundial, a criatividade ocupa a quinta posição na lista das habilidades que estarão em alta até 2025. Aqui já temos um ponto: se você quiser conquistar seu espaço no mercado profissional, precisará ter criatividade. Sendo bem sincera com você, durante e depois dessa pandemia, tenho certeza de que a habilidade de imaginar dará um salto direto para o primeiro lugar. Isso porque não existe superação sem uma experiência criativa

Se tudo está dando errado, só uma boa ideia poderá nos salvar! 

Agora, vamos pensar nos elementos chaves da criatividade:

  • Imaginação ou visualização: capacidade de visualizar novas possibilidades e se imaginar em outros espaços.
  • Associação: combinar informações conhecidas para ter novas ideias e resolver problemas.
  • Capacidade de pensar rápido e de forma mais ordenada: ser ágil para lidar com os conflitos do momento e arriscar novas soluções.
  • Capacidade de ser original: poder se diferenciar e apresentar respostas novas para questões antigas.  
  • Flexibilidade: conseguir sair do modo automático para se adaptar e evitar o colapso.

Dizem que de perto ninguém é normal e que de médico e de louco todo mundo tem um pouco – essas são as maiores provas de que ser criativo é natural dos seres humanos. Basta acompanhar um dia de trabalho de um advogado para entender como é uma loucura organizar os pensamentos para analisar processos (Capacidade de pensar rápido e de forma mais ordenada) e se você acompanhar o expediente de um servente de obra, irá perceber que precisa ter sabedoria para resolver o problema da massa corrida que não será suficiente para terminar um trabalho que está pela metade (Associação de conhecimentos prévios). 

Esses pontos que explicam a ideia central de criatividade nos ajudam a visualizar o que é e para que serve essa habilidade. Não sei para você, mas para mim, está claro que ela é feita das coisas que permitem uma vida bem direcionada. 

É por isso que precisamos levar o espírito da criatividade que existe no mundo da arte para o resto do mundo: sem ela não iremos tão longe quanto podemos. 

Uma vida sem criatividade pode ter impactos muito maiores do que só a falta de ideias. Gera a ausência de perspectivas na vida pessoal, dificuldade para pensar além do óbvio, insatisfação profissional, sensação de vazio e não pertencimento, além de tornar os dias mais chatos, cheeeeeio de novidades disfarçadas de problemas. Mandando a real aqui, quando me perguntam “Quem precisa da criatividade?” eu respondo na lata: cada ser humano que respira, inclusive aqueles que insistem em dizer que não. Aliás, esses são os que mais precisam! 

Crianças precisam da criatividade para descobrir o mundo e se desenvolverem 

Adultos precisam da criatividade para ter uma visão mais positiva do mundo e viverem uma vida de aprendizados

Profissionais precisam da criatividade para encontrar soluções inovadoras e ter uma carreira mais promissora 

A sociedade precisa da criatividade para evoluir e abrir oportunidades

A vida humana precisa da criatividade para não ser extinta 

Bom, pelas minhas contas, olhar para o mundo de forma mais criativa é uma necessidade de todos nós. Nascemos com a habilidade, mas vamos perdendo ao longo da vida. O desafio é reaprender a pensar com a inocência de uma criança e aliar isso à capacidade de aplicação lógica de um adulto bem preparado.

Se eu fosse você, aceitava de uma vez o fato de que criatividade faz parte da sua vida e me abriria para ela. Recupere sua vontade de ser curioso e procure fazer as coisas de maneira diferentes, isso estimula o raciocínio e a inovação. Não precisa ser sempre algo grande, mas sair do piloto automático no dia a dia pode tornar tudo mais interessante.

Levar uma vida criativa é simples, chega de complicar!  

A criatividade não é o ponto final, é o começo da caminhada 

Viver criativamente significa olhar para o mundo com os olhos mais abertos. Não existe justificativa para achar que isso é o fim do caminho. O que estou querendo dizer é que precisamos estudar sobre a criatividade e desbloquear pensamentos para começar a viver de outra forma, ou melhor, para começar a viver. Com a velocidade com a qual a sociedade está se transformando, olhar as coisas por outra perspectiva é chave para uma existência mais leve e com sentido. 

Seres humanos inventivos são profissionais mais criativos. Independente da profissão exercida, conseguir pensar de forma diferente do convencional, explorar o repertório e visualizar estradas onde parecem existir muros é fundamental para o sucesso. A partir do momento que o conhecimento criativo faz parte da sua realidade, você lida com as coisas de outra forma, para de seguir a maioria e consegue fazer o seu caminho. 

Isso não significa que tudo será perfeito, mas sim que você entenderá o que precisa ser aprendido e melhorado, sem ficar só se lamentando. Os problemas continuam difíceis, mas você encontra mais soluções. As pessoas se tornam mais colaborativas, novos meios surgem para gerar renda. A criatividade é a base para a existência de um futuro melhor. 

Eu desejo, de coração, que você reaprenda a viver de forma criativa e seja único e confiante em sua maneira de ser!  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *