Como evitar o abandono dos seus projetos criativos

Fico triste ao pensar sobre quantas pessoas abandonam e desistem dos seus projetos criativos, muitas vezes sem nem saber porquê. Se você já deixou uma ideia pelo caminho, não se sinta mal, todo mundo já fez isso. Mas não é porque é comum que devemos aceitar, né? Sugiro pensarmos em maneiras de continuar desenvolvendo e perseguindo as coisas que formam nossos sonhos!

Os projetos criativos são como pessoas que a gente mantém na nossa vida. Ou melhor, tipo filho: você tem que cuidar do que fala, dar alimento para que ele cresça forte e o mais importante: deve prestar atenção nas suas atitudes para não transmitir coisas ruins durante o crescimento do pequeno. É a maneira como você age todos os dias que determina o crescimento do seu projeto criativo e a sua motivação. 

Eu não sou posso afirmar quais são as razões para que uma pessoa abandone uma tarefa, até porque seres humanos diferentes têm motivos diferentes, mas alguns transtornos são comuns a todos, entre eles, a frustração de tentar várias vezes e não ver a ideia decolar, a falta de apoio de pessoas próximas e a sensação de incapacidade. Nesses casos, o ego chora! Há também aquelas pessoas que se acham velhas demais para continuar a produzir. Fala sério, velha é essa ideia de que existe idade para alguma coisa. 

O mais curioso, mas também popular, é o abandono motivado pela vida social ou amorosa. Sabe aquela pessoa que não abre mão de uma sexta com os amigos ou que casa e esquece todos os planos que tinha fora do casamento? A falta de disciplina, de prioridades, de organização e as atitudes tomadas de maneira inconsciente destroem qualquer processo. Por sorte, são coisas que podem ser controladas.

Se o projeto criativo é nosso, ninguém mais poderá fazer ele acontecer. Da mesma maneira, se as razões que nos levam a abandonar uma criação ou criá-la de qualquer jeito começam dentro da gente, nós também podemos dar um jeito. No final, é tudo sobre ajustar e continuar. 

Pensamentos para ressignificar a partir de agora 

  • “Ninguém vai ver mesmo”

Aqui temos dois pontos que merecem sua atenção. Primeiro, as coisas devem ser realizadas pelo seu interesse e prazer que sente em fazer, não para agradar outras pessoas. Vale a pena refletir se você cria para expressar ou para impressionar. A segunda questão é: ser desconhecido também é uma vantagem. No livro “Roube Como um Artista”, Austin Kleon traz a ideia de que “não há pressão quando você é desconhecido. Pode fazer o que quiser. Experimentar. Fazer coisas pela diversão.” Quando ninguém está de olho no que estamos fazendo, temos um só propósito: ser cada dia melhor. Isso deveria ser animador! 

  • “Sinto que faço, tento, trabalho, mas nada sai do lugar”

A pressa é inimiga da perfeição e rival da motivação. Eu sei que a gente espera ser reconhecido, quer ter bons resultados, ganhar popularidade e ver as coisas crescerem, mas isso leva tempo. Nós, seres humanos, estamos cada vez mais imediatistas, queremos dar um passo e percorrer 10 km. Isso é impossível. É preciso compreender que nenhum esforço passa por este mundo em vão. Fazer um diário de observação do seu projeto pode te ajudar a perceber como as pequenas coisas acontecem, mesmo quando não estamos olhando. 

É evidente que o que você pensa influencia nas atitudes que toma em relação ao seu projeto, mas agora que eu sei que você irá reprogramar sua maneira de pensar, quero compartilhar coisas que estou me policiando para fazer e que têm me ajudado.  

3 coisas para começar a fazer AGORA! 

  • Crie etapas de execução e detalhe cada tarefas diária

A falta de organização gera falta de perspectiva e isso mata qualquer projeto, além de causar preguiça. Mais do que quebrar seu objetivo principal em metas menores, minha sugestão é que você tenha um checklist diário. Irá escrever um livro? Coloque uma meta de páginas para a semana e uma quantidade de palavras por dia. Se conseguir colocar os tópicos que serão escritos naquele dia, melhor ainda! 

  • Anote as razões que te motivaram a começar o projeto

Escreva, coloque em uma moldura e pendure na parede. Quando a motivação começar a ir embora, você deverá olhar e se lembrar das coisas que a rotina atribulada e os pensamentos negativos te fizeram esquecer. Saber exatamente onde você quer chegar manterá a determinação nos seus dias. Se deseja criar um projeto, precisa ter claro o que pretende alcançar com ele e a alegria que ele trará.

  • Use a internet a seu favor 

Essa rede de conexões é uma maravilha na vida de qualquer pessoa que sonha com seu projeto criativo. Além de ser um baú gigantesco cheio de referências, aprendizados e inspirações, é um espaço de vendas. E vender uma ideia não é só sobre dinheiro, é aproximar pessoas que acreditam nela. Essa rede de apoio é muito bacana! Para fazer isso, você pode compartilhar o progresso de cada etapa, contar como está enfrentando os desafios e até pedir ideias e orientações. Ser estratégico ao marcar presença no ambiente digital pode trazer muito mais do que elogios. Experimente e me conte! 

Uma das maiores tristezas do ser humano é quando ele abandona algo que acredita valer a pena. O presente pode deixar passar batido, mas o futuro cobra com juros o valor da felicidade que aquele projeto criativo que foi abandonado iria trazer para sua vida. Não desista das ideias que você tem. Não desista daquilo que você acredita, mesmo que só você acredite. 

3 thoughts on “Como evitar o abandono dos seus projetos criativos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *