O que podemos aprender sobre criatividade com os ratos?

Todo mundo sabe que é importante pensar e agir com inteligência, agilidade e criatividade para salvarmos a nós mesmo da obsolescência, o que ainda não sabemos tão bem é como fazer tudo isso. Onde aprender sobre criatividade? Qual habilidade deve ser desenvolvida? O que exatamente quer dizer olhar pensar e agir de maneira criativa?

Ai, ai..são tantas questões. O que eu mais gosto na criatividade é que cada vez que pensamos sobre ela, voltamos com mais cinco questionamentos diferentes. Nesta conversa, quero levantar um ponto: o que você pode aprender sobre criatividade com os ratos? 

Encontrar inspiração criativa na natureza é muito fácil e também muito importante para aqueles que desejam viver próximos da criatividade. Não importa em qual área você trabalhe ou qual ponto da vida criativa esteja tentando desenvolver, a natureza sempre poderá lhe oferecer pontos de vista, porque ela é criativa por necessidade – e cada vez mais sabemos que nós também. 

Animais, micróbios e plantas são habilidosos, inventores e os melhores engenheiros. No livro “A arte da Criatividade”, Rod Judkins menciona que “depois de 3,8 bilhões de anos de evolução, os animais descobriram o que funciona e, o mais importante, o que dura”. Ele fala também que “pensadores criativos não pensam em termos do que eles podem extrair do mundo natural, mas do que podem aprender com ele. Eles estudam as melhores ideias e as imitam para solucionar diversos problemas”

O ratos são belos professores de criatividade para resolver problemas! 

Apesar de não ser o mais fofinho dos animais, os ratos são habilidosos e muitas vezes encontram maneiras criativas de lidar com os desafios. Para pensar no alto nível de inteligência criativa dos roedores, vamos nos lembrar de alguns atributos que mostram como eles podem ser muito mais criativos do que pensamos:

  • O rato é capaz de aprender a navegar em um labirinto e desenvolver hábitos por tentativa e erro. 
  • Ele tem facilidade de percorrer por caminhos desconhecidos e de aprender a partir do caminho anterior, sem medo de bater a cara no vidro.
  • Os ratos podem reter informações e aplicá-las em situações específicas, como em um laboratório, quando são capazes de se lembrar da comida que é boa e a comida que é venenosa.

Não é de hoje que os ratos são considerados exemplos para o estudo da criatividade. Uma das lendas mais aceitas para explicar a origem do Zodíaco Chinês é a “A Grande Corrida” que conta que o rato conquistou sua posição pela inteligência. Era preciso cruzar um rio e o rato, pequeno e péssimo nadador, foi o primeiro a chegar. Muito ligeiro, ele pediu para o boi o carregar nas costas. O boi aceitou, mas assim que chegou à outra margem, o rato pulou de suas costas e conquistou o primeiro lugar. Por isso, ele é o animal que abre o ciclo do Zodíaco Chinês, seguido pelo boi. 

Signos do Horóscopo Chinês – Rato: Características e Personalidade

Apesar da malícia, temos que reconhecer que o rato utilizou sua inteligência para resolver seu problema de falta de aptidão física e se destacar em meio a tantos animais mais capacitados (quer um exemplo do que é criatividade melhor do que esse?). O pensamento criativo permitiu que o rato desse seus pulos para alcançar a meta. Essa é a abordagem da criatividade que precisamos perseguir na vida: a que nos ajuda a caminhar com perspicácia em busca das realizações. 

“Uma coisa é malícia, outra coisa é maldade”

Malícia – Forfun

Falar sobre criatividade hoje já não é questão de luxo. Sem ela, os artistas não produzem, as pessoas não evoluem e as empresas não se mantêm no mercado, que por sinal está cada vez mais dinâmico e imprevisível. 

Precisamos reconhecer que temos a capacidade de criar e buscar maneiras de melhorar o processo criativo para fazer a própria sorte por meio das decisões criativas. Devemos buscar conhecimento, saber o que extrair das pessoas que admiramos, aprender a absorver o que é útil e aplicar a sabedoria no momento ideal.

Essas são boas lições para aprendermos com os ratos! 

2 thoughts on “O que podemos aprender sobre criatividade com os ratos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *