Criatividade: 4 coisas que todos criativos devem fazer

Os criativos não podem ter medo, devem ter compromisso com suas tarefas, precisam sempre tentar coisas novas, andar com bloquinhos de anotações por aí….Entra ano, sai ano e essas dicas continuam sendo dadas.

Quem bom!

Porque elas realmente são absolutas e contribuem muito para desenvolver a criatividade. 

Eu, por exemplo, vou sempre continuar falando que você tem que ler muitos livros, ter um diário, assistir filmes e sair em busca de referências, mas nos últimos dias estive pensando sobre o que mais, além de todas as dicas que encontramos internet afora, uma pessoa precisa fazer para ser e se manter criativa?

Pensamento vai, ideia vem, e eu cheguei em alguns pontos.  

Os criativos regam o seu jardim

Fred Rogers, um pedagogo e artista norte-americano, uma vez disse que todo mundo cultiva alguma coisa no jardim da sua mente. Se você tem ideias em sua cabeça, você deve tratá-las como plantas. É como fertilizar o que você já tem. Tudo o que você precisa fazer é pensar e alimentar seus pequenos pensamentos até que eles cresçam. 

Quando eu escrevi sobre pessoas criativas regarem o próprio jardim, eu não estava pensando no sentido literal, mas se for também, ótimo, já que atividades manuais favorecem muito a criatividade! Mas a ideia aqui é um pouco mais filosófica: cultivar o seu jardim corresponde a plantar coisas dentro de você. 

Eu concordo com a afirmação do Mr Rogers, sempre há uma sementinha para ser cultivada dentro da nossa cabeça. Pensando na prática de jardinagem, é preciso reconhecer que todas as coisas que florescem e dão frutos em algum momento foram plantadas como sementes. Assim também são as habilidades e os projetos criativos: eles começam com o primeiro passo e precisam de carinho e atenção para crescerem.

Pessoas criativas vivem enfeitando o seu jardim com novas atividades e acreditam que regar e tratar cada plantinha com com cuidado trará lindas flores e frutos.

Pessoas criativas prestam atenção nos seus interesses

As pessoas gostam de opinar sobre coisas que combinam com nosso perfil, atividades que devemos fazer e caminhos que podemos seguir. Mas quem se preocupa em desenvolver a criatividade prioriza seus próprios interesses e entende que todos esses palpites não passam de sugestões.

Por isso, uma forma de ser cada vez mais criativo é prestar atenção no que realmente te interessa. Sempre trabalhe pelas suas ideias, nunca pelo que você acha que deveria estar fazendo. Confie no que você acredita, vença a timidez e deixe seus projetos serem testados pelo tempo, não por outras pessoas – sejam essas outras pessoas presentes ou não na sua vida.

Pessoas criativas são autodidatas e muito curiosas

“Qualquer que seja a inspiração, ela nasce de um contínuo ‘não sei’ ”, disse o poeta Wislawa Szymborska em sua palestra no Prêmio Nobel de 1996. Está aí um bom lema para o clube dos criativos! 

Ao pensar na questão dos estudos e como é a rotina de aprendizagem de uma pessoa preocupada em ser mais criativa, cheguei em uma linha de raciocínio: esse indivíduo aprende da sua forma, porque se conhece e também porque está disposto a viver suas próprias experiências.  Além de ter o “não sei” como guia, pessoas que buscam pela criatividade levam o “mas vou descobrir” como co-piloto nesta jornada.

Ao longo da nossa vida acadêmica e profissional aprendemos muito com programas, cursos e professores. Mas é imprescindível trabalhar igualmente duro aprendendo coisas novas por conta própria, de quaisquer fontes que lhe parecerem mais úteis – não jogue nada no lixo

Perseguir seus próprios interesses por várias direções e em várias fontes de informação pode te levar a aventuras fantásticas.

Pessoas criativas falam sobre as coisas que estão fazendo 

Por apenas um motivo: elas também querem saber o que os outros estão fazendo. 

Compartilhe as coisas que você faz e gosta da maneira que puder. Só assim você poderá encontrar pessoas com interesses em comum. Todo mundo gosta de ouvir sobre o que curte! Quando você conta sobre os livros mais lidos no último ano, por exemplo, atrai pessoas que também leram bons livros nos últimos 12 meses e elas compartilham com você ainda mais livros para amar. 

Aproveitando o gancho, eu to pensando em um projeto para falar sobre os livros que leio e que não necessariamente são sobre a criatividade. Volto com novidades em breve. 💡

Eu não to falando aqui sobre ostentar conhecimento ou se vangloriar por atividades realizadas. Não basta apenas mostrar uma estante cheia de livros, um estojo com as melhores canetas. Isso é legal, mas aposto que não corresponde à experiência e conhecimento que você adquiriu até aqui. 

As pessoas criativas compartilham com o objetivo de dar e receber alguma informação. É como Austin Kleon bem disse na página 19 do seu livro Mostre seu Trabalho “Divida o que ama e atrairá as pessoas certas.”. 

Troca é pura criatividade. Criativos são compartilhadores!

Gosto muito dessas reflexões que os recomeços trazem. Que gente continue sempre buscando conhecimento no passado e consolidando as ideias que nos trouxeram até aqui, para construir o futuro e estar afiado para o que vem por aí. <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *