Como fazer uma leitura ativa para melhorar a criatividade

Não é segredo pra ninguém que ler é im-por-tan-tís-si-mo para quem trabalha com criação. Leia sobre sua área, leia materiais técnicos, leia revistas, leia jornais, leia blogs, seja o que for, apenas leia! Porque isso melhora suas habilidades, expande sua mente e aumenta seu repertório. 
Se você pretende aproveitar ao máximo a sua leitura para aumentar a criatividade, não basta somente passar os olhos pelas páginas, você precisa praticar a leitura ativa

O que é leitura ativa?

A leitura ativa é um método que ajuda a absorver melhor a informação que você leu. Ao invés de simplesmente ler um texto de forma passiva, essa leitura requer que você leia, pense criticamente sobre o que acabou de ver e faça atividades para entender melhor o conteúdo. O processo exige um pouco mais de tempo e paciência, mas vale a pena!  
Um passo de cada vez! Em detalhes: 
Leitura passiva
Sabe quando você pega uma revista para folhear rapidinho? Lê algumas coisas, olha as propagandas, as fotos e logo muda de página. Essa é a leitura passiva, ela acontece de maneira superficial, sem compromisso com a informação que está lendo. Nesse tipo de leitura você memoriza algumas coisas, geralmente o que foi visto visualmente, mas não entende 100% do que leu.
Leitura Ativa 
Você tem seu cantinho de estudos, ele é ventilado, confortável e silencioso. Durante a leitura você grifa as partes mais importantes, anota algumas observações e conta com a ajuda do dicionário para entender termos desconhecidos. Se a sua rotina é mais ou menos parecida com isso, parabéns, você pratica a leitura ativa – uma atividade muito mais intelectual do que visual.

4 dicas para aproveitar a leitura ativa para aumentar seu repertório criativo 

Aceitar que ler é um processo ativo é o primeiro passo para melhorarmos nossa leitura e absorver ao máximo os benefícios da atividade para a criatividade. Para aumentar seu potencial criativo através da leitura, você pode: 
Questionar o texto
Como o nome já diz: seja ativo durante a leitura. Pergunte, crie teorias e descubra as perguntas por trás das afirmações do autor. Os questionamentos e as pesquisas te ajudam a entender melhor o sentido do texto. Claro, você não precisa fazer isso a cada parágrafo, vá experimentando até encontrar o que funciona para você.
Relacionar o conteúdo com outros conhecimentos
De que forma o que você acabou de aprender completa algo que você já sabia? Relacionar o conteúdo com a sua vida te ajuda a assimilar as informações e criar proximidade. Além disso, descobrir como ele pode ser aplicado dentro da sua vida é uma forma de colocar em prática e fixar o conhecimento. 
Fazer mapas mentais
Durante a leitura várias ideias começam a surgir, mas como você nem sempre consegue parar para desenvolvê-las, é comum que se percam nas próximas páginas. Para evitar que isso aconteça, faça uma mapa mental para organizar os pensamentos relacionados ao que acabou de ler. Eu tento fazer um mapa mental sempre que termino um capítulo de um livro; começo pela ideia central e vou ramificando com situações em que ela se encaixa, desenvolvo perguntas e faço anotações. 

Fonte: Pinterest

Ler-com-calma
Não adianta ler rápido se você não consegue entender e assimilar o conteúdo. Lembre-se que quantidade de páginas nem sempre significa quantidade de conhecimento. Sempre que finalizar um parágrafo, tente repassar a informação para entender o que o autor quis dizer com aquilo. A sensação de “caramba, li e não entendi nada” é mais normal do que imagina. Quando sentir que aconteceu com você, volte e leia mais uma vez, com mais carinho e atenção!
Vários fatores podem influenciar o nível de compreensão de um texto: seu vocabulário, familiaridade com o conteúdo, a forma com o texto está escrito…mas todos eles são amenizados com a prática. Não tenha vergonha de reler e pesquisar quantas vezes precisar. Sua criatividade agradece! 😀 
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *